Boa forma!

Reparou que o copo que ofereci a ele – para que não quebrasse meus copos mais delicados – tinha prazo de validade no fundo…

Na sala, às vezes ficava de cabeça para baixo, a cabeleira varrendo o tapete e os pés para o alto. Lembrou-me um morceguinho simpático de outra história.

– Deve ser confortável – pensei, imitando o garoto. Fiquei uns minutos assim, mas não achei graça naquilo, e voltei a sentar no sofá como a senhora que sou.

Curiosamente ele também parou de se aventurar ao contrário e a partir daí manteve a cabeça sobre os ombros. Deve ter me achado ridícula!

Tem um português afinado e um vocabulário impressionante para um menino.

Talvez já saiba demais do mundo. Eu o vi ansioso várias vezes por não poder mudar à perfeição os transtornos a sua volta.

Mas sua risada franca, virando ligeiramente a cabeça para o lado é deliciosa.

Bom menino! Boa forma!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s