Um casal “da hora”

Gosto das pessoas que continuam. Admiro todas aquelas que passam por experiências difíceis, sejam financeiras ou profissionais, sejam as perdas ou as separações forçadas. 

Seus dias não são batalhas a serem vencidas, são investimentos, contam pontos na soma do final do mês. Não, não estou falando de dinheiro; quero falar de enfrentar seus desafios sem correr da raia, viver de longe seus amores sem desanimar, porque compreendem que tudo é temporário e mesmo que o passageiro seja por anos, não desistem.

Têm um bem a construir, meninos para verem criados e satisfeitos. Ensinam, explicam, conversam, discutem. E assim, mesmo a família dividida pelas distâncias, são tão amigos, tão unidos e tão próximos que merecem o respeito de toda a gente.

Sei que choram. Mas de saudade. Dão risadas também. O riso e o choro se misturam lá no fundo e o que aparece para nós é uma serenidade firme, uma confiança mútua e muito amor.

Gosto mesmo das pessoas que continuam.

3 comentários sobre “Um casal “da hora”

  1. Gosto das pessoas que gostam. Das pessoas que admiram. Das pessoas que prestam homenagens, reconhecem esforços e valorizam sentimentos. Gosto de pessoas que são gente, sofrem, esperneiam. Mas também sabem rir, cantar, beber junto e principalmente, cultivar relacionamentos. À você, princesa, minha homenagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s