A janela

Abriu a porta do apartamento e entrou resoluta. Na sala estavam os móveis velhos, as almofadas soltas sobre o carpete, o vaso  de bonsai destruído. Tudo igual.

No quarto, os lençóis fuxicados sobre a cama desfeita. As gavetas do guarda roupas deixavam ver umas pontas de tecido, mordiscadas pela madeira.

Foi em busca do cofre improvisado no fundo da última gaveta da direita.

Pegou os papéis e analisou os documentos da escritura do apartamento, aquele que, tinha certeza, havia comprado, décadas antes. Sabia que possuía mais do que parecia. Precisava ir atrás do que tinha, não haveria de ser apenas desejo. 

Na sacada da área de serviço, vislumbrou os prédios onde havia construído seu nicho, os imóveis que estavam interditados… Teve um calafrio quando percebeu que as ruas tinham grosseiras depressões em muitos pontos; e os prédios apareciam em ruínas. Seu sonho, sua certeza acabavam ali.

– Não tenho amigos – pensou tristemente.

Então ouviu a campainha e foi abrir a porta de serviço. A vizinha do andar debaixo ouvira o barulho de seus movimentos e lhe trouxera um prato de cuscuz.

– Não é resto de comida, preparei um tanto a mais e separei especialmente para você.

Ela agradeceu confusa, fechou a porta e colocou o prato sobre a geladeira muda fazia mais de trinta anos.

Sentou-se no banco da cozinha e olhou  para a gaiola do canário Pascoal, que fugira quando ela esquecera a janelinha aberta.

Foi até a sala, que, sem cortinas, recebia a luz líquida, ácida. 

Abriu a janela de par em par e deixou entrar o vento e o barulho da avenida congestionada.

E esqueceu mais uma janela aberta. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s