A bicicleta

Em um belo dia de sol, lembrou-se da bicicleta. Foi até a garagem, tirou as teias de aranha mais evidentes e trouxe a bichinha para a luz. Limpou, engraxou, calibrou.

Olhava para ela, novinha em folha. As rugas na testa, o que fazer?

Levou para o especialista:

– O guidon está melando, dá pra trocar?

O especialista aconselhou usar luvas.

– Isso acontece mesmo depois de muito uso. Se usar uma luva vai se sentir mais confortável, é uma pena trocar o guidon original. Esta bicicleta é muito boa!

O especialista decidiu passar uma fita sobre a área pegajosa do guidon. 

– Acho que vai dar certo!

Depois de uma semana foi buscar a magrela.

Ficou satisfeito! Estava nova depois da revisão.

Deixou na sombra, na varanda em frente à casa. No fim de semana iria aproveitar.

Depois de um mês, a bicicleta voltou para a garagem e ali ficou, esquecida.

Ela ia hibernar por mais uns meses.

Mas voltaria à luz, oportunamente.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s