Quem te viu, quem te vê!

–  Segura, segura!

Era um carrinho de supermercado descendo pela rampa desamparado e em velocidade crescente…

Desceu muito depressa e por pouco não atingiu a moça no fim da rampa, um tanto abobada, que fumava um cigarro e com a outra mão segurava seu próprio carrinho.

Ela atinou, provavelmente por causa do barulho, e saiu da reta, jogando longe o pito.

Eu estava quase entrando na rampa e tratei de segurar minhas compras com força.

Perguntei: 

– Machucou?

E ouvi:

– Não, ela percebeu e saiu da frente!

A dona do carrinho fugitivo tratou de juntar as compras que estavam espalhadas por toda parte.

E eu saí de fininho, cansada de acidentes e principalmente convencida de que o jeito não mostra a pessoa. A tal figura tinha estado por muito tempo na fila do caixa, a minha frente, e confesso que eu estava enjoada com tanta demora.

Quem te viu, quem te vê!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s