A visita

Pode ser habitual para você, que é pequena, mas não para mim.

Daqui de cima, raramente tenho a oportunidade que levantar os braços para abraçar alguém.

A não ser pelos meus irmãos, três lindos, altos (e atualmente barrigudos), adoráveis rapazes, quase nunca acontece comigo.

Pois bem, neste feriado aconteceu!

Abracei meu mais novo amigo, um cara muito alto, bonito e bom de papo. Amável, tranquilo, centrado. Nem o cachorro estranhou. (E quem conhece o meu cão de guarda, sabe.)

Assim, do nada, na hora da despedida, em um momento de abandono, levantei os braços pro abraço.

Não me julguem mal. Estava mesmo precisando de um carinho assim!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s