Um banho quente

Todas as manhãs, ao despertar, tomo um banho quente para lavar a noite. Esfrego bem as costas. Só então, muito limpa e úmida saio do sonho para encarar a dura realidade. 

Apesar do céu azul, apesar do mar, do vento e tudo, por onde ando há violência e crime. Até mesmo ao cortar um tomate ao meio, sofro. Pobre tomate. E enquanto mastigo sua polpa já estou preparada para a próxima etapa. Venho traficar palavras, desassossegada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s