Vida de cachorro 4

Porque ando um pouco triste, sem ter o que fazer, decidi lamber a pata traseira compulsivamente. A Patrícia deu bronca, me agradou com uma garrafa pet vazia que faz um barulhão e eu fiquei entretido. Garrafa destruída, voltei ao lambe-lambe da pata.

Por se preocupar muito comigo, Patrícia foi procurar alguma solução. Comprou um floral específico para este tipo de compulsão que eu provei e achei com gosto enjoado de remédio, não quis. Então ela diluiu na minha água; se eu sou teimoso ela é muito mais.

Também arranjou uma bolinha interessante que fazia barulho de pato e ela colocou uns pedaços de bolacha nos orifícios da bola. Eu fiquei intrigado e me diverti. Mas só uns dez minutos, tempo que levei para destruir a bola e tirar o “pato” lá de dentro.

Pronto! Fiquei sem a bola-delícia.

Mas estou certo que a Patrícia vai inventar outra novidade.

Enquanto isso vou ficando por aqui, lambendo minha pata…

 

ImagemImagem

 

Um comentário sobre “Vida de cachorro 4

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s