Futurista

Olhei para trás para ver meu futuro.

Estátua!

Dois rapazes musculosos vieram me carregar e entre suores e desabafos – pesada que sou – ornaram – comigo – um jardim cheio de orquídeas e bromélias.

Fiquei bem ali. Movo os olhos. Observo e absorvo.

Um bem-te-vi faz um ninho na curva do meu pescoço, entre a cabeleira.

Um gato vem cheirar meu pedestal…

E eu acho graça. Agora só vejo para frente. Vejo passar os moços, que trazem outras estátuas.

É assim que vou ficando muito bem acompanhada. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s