Dos tempos que já lá vão…

Faz muito tempo, tempos de Jalavão, existiu essa mulher tão forte, de ascendência italiana e natureza obstinada. De compleição robusta, Dona Rosalinda era um primor na cozinha; fez até um livro de receitas manuscritas que encantava todo mundo. Quase era possível sentir o cheiro bom da comida na leitura da receita; quase impossível resistir aos sabores e seus temperos muito bem combinados, na hora da refeição.

Contam que certa vez, essa mulher tão forte de caráter e boníssima de coração, mandou trazer um monte de terra para incrementar seu jardim também primoroso, e que ela cuidava com a mesma dedicação dispensada aos seus temperos.

Quando o caminhão despejou a terra preta, fértil, farta de húmus, no passeio de sua casa, um vizinho prometeu ajudá-la a transportar a carga para o jardim propriamente dito, que ficava a uns bons dez metros da rua. Mas, no momento iria viajar e lhe disse que esperasse sua volta para daí a três dias.

Quando o vizinho voltou, viu que a terra não estava mais no passeio, a essa altura limpo, varrido e lavado, por Dona Rosalinda, que por acaso estava perto do portão.

– Dona Rosalinda, por que não me esperou? A senhora carregou tudo sozinha?

E ela tranquila respondeu: – Sim, um balde de cada vez.

Um comentário sobre “Dos tempos que já lá vão…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s