Presente

Você deveria ver o céu que preparei pra você, assim orgânico, nebuloso e farto de nuvens fartas e sorridentes. A ideia era fazer um bolo ou algo comestível, mas ando pouco a vontade com comidas e cozinhas.

Por isso peguei das tintas do sótão e caprichei na paisagem, toda ela muito visceral e movimentada. Quase creio que ela mudará de figura conforme os ventos. Ou que choverá completamente enquanto eu estiver dormindo.

Se tomarmos a chuva como um manifesto, saiba que obtive sucesso considerável. Chove aos borbotões. Mas o quadro, minha bucólica paisagem com nuvens, se manteve impassível. É assim que tem que ser.

Agora só existem memórias da tela branca, imaculada, implorando por cores e traços. Ela já teve sua primeira vez.

Um comentário sobre “Presente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s