Virose

Peguei uma virose…

Febrezinha, mal estar, meio sem fome… Paciência. Deixei meu corpo reagir, que ele foi feito para isso: Reagir e interagir. Os sintomáticos de sempre: Dipirona, Tylenol; Aspirina, não! Depois de uns 5 dias, sarei! Nossa, estava ótima, super disposição, criatividade a mil. E de repente – exantema! Palavra feia essa… Enfim, miríades de bolinhas cor de rosa pelo corpo. Obsessão! Conferir cada pedacinho de pele de cinco em cinco minutos. Perebas… E aí começou a encrenca. Umas picadinhas de pernilongo, aqui e ali. Aqui, cocei. Ali, cocei. E então, como se um formigueiro  todo de lava-pés me atacasse, cocei desesperadamente inclusive minha pobre alma escondida ali perto da sexta vértebra torácica. Anti-alérgico, toalhas frias, um Bem esfregando pacientemente minhas costas quentes e empipocadas… Quando chegou a noite, na hora de ir dormir, estava exausta. Tomei um sedativo. Acordei cedo e achei que tivesse sido um sonho ruim. Dez minutos depois, uma fisgadinha aqui, outra ali e começou tudo de novo.

Bom pelo menos posso me coçar à vontade, estranho prazer que quase dói. E fico bem quietinha aqui escondida, porque ontem senti um certo desprezo das pessoas, uma certa discriminação… Ou estaria apenas complexada?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s