Antes

O menino olhou a chuva pela janela e suspirou. Queria empinar seu papagaio vermelho. Queria vento e a chuva punha tudo a perder. Era domingo, depois do farto e ruidoso almoço da grande família e todos agora cochilavam pelos cantos ou já teriam ido embora. O menino foi até a cozinha onde a mãe lidava com a louça e perguntou se poderia ir até lá fora fazer um olho de sol. A mãe riu dele e disse, pode, mas não tome chuva. Ele desceu as escadas até o quintal. Procurou um pedaço de terra fofa, fincou o calcanhar e girou o corpo até completar o círculo. Tinha tanta esperança… Voltou para a sala e enquanto esperava a mandinga funcionar, montou algumas peças do grande quebra cabeça disposto em um canto, e que toda a família colaborava. Estava aborrecido. Foi para o quarto, pegou o papagaio e brincou de fazê-lo voar segurando pela haste no centro.

Era assim que se brincava antes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s