Comando

Cinco cavaleiros andavam pela estrada de terra a caminho da fazenda Porto Dourado. O João Fabrício, filho do dono, arteiro, desafiou: – Vamos apostar uma corrida até o colchete! (Para quem é urbano, colchete é uma porteira rústica feita de arame farpado). Fabrício cutucou os flancos da égua Safira, afrouxou as rédeas e partiram em disparada. Os outros, pegos de surpresa, saíram desembestados atrás, tentando alcançar a dupla.  Mas Safira, embalada,  nem pensou em parar no colchete. Estava pronta para o salto, tão natural para ela quanto comer capim. Fabrício pressentiu e puxou as rédeas com toda força, de encontro ao próprio peito, jogando o corpo para trás. “Arre, égua!”  A bichinha era obediente, e contra seus instintos raspou a barriga na terra e deslizou até parar, focinho rente ao arame farpado. Fabrício suava. Quando os outros quatro os alcançaram, ele batia gentilmente na lateral do pescoço de Safira enquanto dizia: – Muito bem, menina!

desenho35

Um comentário sobre “Comando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s