Burburinho

Achei aquilo muito esquisito… Às sete horas da matina, fui caminhar no condomínio das corujinhas, que fica ao lado de onde moro e que normalmente só tem as corujas enfezadas e seus ninhos -buracos. Havia tanta gente que imaginei algum incidente grave, com vítimas. Um quero-quero passou raspando o chão, gritando impropérios. Vi um bombeiro de farda vermelha e aticei meus alarmes. Mas, em seguida vi três ônibus  parados em frente à entrada  e gente sentada no passeio ao lado conversando, com lanchinhos e crachás. Relaxei; “deve ser alguma excursão”. Na outra rua, muito mais gente ainda. Até que vi as câmaras, os refletores de luz, maquiadores e seus apetrechos vistosos, os figurantes no passeio se alvoroçando;   a diva chegava, pronta pra malhação. Gravação de novela…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s