Ah, Elvira!

Como você é vaidosa, Elvira, sempre que vê um espelho, arruma os cachos dourados. Ao sair para caminhar, passa protetor e batom, ajeita o chapéu de palha e vai! Cinema? Se veste de colorido, echarpe sobre os ombros, felicidade pura. E quando é festa? Se anima e se produz, radiante e bela, a prosa afinada, o sorriso largo… Aproveita, Elvira, que a vida passa num trisco, e depois, a vaidade e o batom serão só lembranças.

Um comentário sobre “Ah, Elvira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s