Dois pares

Saiu muito cedo, depois de se preparar para o trabalho em silêncio, para não acordar sua mulher que dormia profundamente. Nem a luz do abajur ele acendeu… Só quando chegou ao escritório notou que havia colocado um pé de cada sapato. Essa mania que tinha de sempre comprar dois pares iguais quando gostava muito. As diferenças eram sutis, um deles um pouco mais desgastado, o cadarço de tons ligeiramente diferentes. Mas ele sabia. Os pés dentro dos sapatos e todo o resto do mundo nem imaginavam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s