Meu rio

O meu rio não é o Doce, o meu rio é o Grande. Ele divide estados: sólido, líquido, gasoso; estados de ânimo todos; e Minas, de São Paulo. Foi ali que vivi um grande amor não correspondido, que até hoje me dói. E foi em suas margens que conheci a felicidade, a esperança e a transcendência da vida. O meu rio é Grande, muito grande. E é ali que quero estar, entre os seixos e os peixinhos.

Um comentário sobre “Meu rio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s