Distração

Fui comer, não tinha pão. Fui pescar, e nada. Então catei umas folhinhas tenras no quintal, para distrair o queixo e apaziguar o oco. Parece que eram do oculto. Fiquei distraída, batendo os cantos dos ossos nos cantos da mobília. E nesse frio… Desisti por um tempo, fui para baixo do edredom. E ali no quentinho, comecei a maquinar umas ideias… E por encanto fiquei saciada. O frio também distrai.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s