Pés no chão

Gosto de ter os pés no chão.
Os pés de verdade, porque os pés da cabeça voam longe…
Muitas vezes ia até a venda da esquina descalça, comprar um pirulito.
Quando voltava, minha mãe, da janela da sala, dizia, seca:
– Vai pisar em um escarro…
Era ela dizer e eu como que pisava em asfalto incandescente. Corria pra dentro, lavava os pés, com nojo, calçava uns chinelos e me prometia; nunca mais.
Minha mãe era dura.
Ainda é.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s